Artigo:
       Home         |    Agenda 
 

     Serviços









Perguntas Frequentes

 

Andrologia
Quando estou excitado, meus testículos saem da bolsa (sobem). Isto é normal ?
Depois de um período longo de excitação com minha namorada, se eu não ejacular, tenho dor nos testículos, às vezes muito intensas. Isto é normal ?
Tenho um testículo mais baixo que o outro. Será que tenho alguma doença ?
Tenho apenas um testículo normal, o outro não desceu para a bolsa. Que cuidados devo ter ? Posso ser estéril ? 
 Qual o tamanho normal dos testículos ? 
O que é andropausa ? 
Que médicos tratam a disfunção erétil ?
Pode alguém ser velho demais para o tratamento ?
O casal deve procurar por um tratamento juntos ?
Como os homens são afetados pela disfunção erétil ?
Quais os tratamentos disponíveis para a disfunção erétil?
Existe algum gel (geléia) para prolongar (retardar) a Ejaculação Precoce (EP) ?
 A EP tem tratamento ?
Qual é o tamanho normal de um pênis no homem adulto ?
Existe cirurgia para aumento (alongamento e/ou engrossamento) do pênis ?
A presença de fimose na criança (menino) pode influenciar no tamanho do pênis ?
O pênis pode "quebrar" quando ereto ?
Meu pênis está entortando para o lado. O que pode ser ?
Ao ejacular, sinto dor. O que pode ser ?
Cálculos Urinários
O que é pedra no rim ?
Com que freqüência ocorrem pedras nos rins ?
Quais são os tipos de pedra que podem se formar ?
Posso ser considerado pessoa de risco ? 
Quais são os sintomas ? 
Como a doença de pedra no rim pode ser detectada ? 
Eu tenho uma chance de tratamento ?
Cistites
Porque a cistite é mais comum em mulher?
Quais são os principais sintomas da cistite ?
O estrogênio pode auxiliar na prevenção de cistite simples ?
Por que continuo tendo cistite simples ? 
Devo tomar remédio (antibiótico) antes de procurar meu médico ?
Toda cistite é infecciosa ?
Como posso tentar prevenir a cistite ?
O que é cistite de repetição ?
A cistite pode ser sintoma de outra doença ?
Continência e Incontinência Urinária (IU)
A bexiga é um reservatório ?
Quem trata da incontinência urinária ?
Existe tratamento clínico para incontinência urinária (IU) ?
Existe fisioterapia para IU ?
Doenças Sexualmente Trasmissíveis(DST)
É possível detectar uma DST ? 
O que causa as DST ? 
Que cuidados posso ter para evitar as DST ? 
As DST tem cura ? 
Quais são as DST mais comuns ?
Qual a importância do diagnóstico do HPV ?
Como se trata o HPV ?
Quais regiões do corpo humano o condiloma (HPV) pode infectar ?
Já me tratei várias vezes de condiloma, mas as lesões insistem em aparecer. Porque ?
Eu tenho condiloma, minha parceira não tem queixas. Ela deve procurar o médico dela ?
Próstata 
O que é PSA ?
Apenas o exame do PSA é suficiente como preventivo do câncer de próstata ?
Meu pai está com PSA elevado e a biópsia foi negativa. Não tinha nódulo. Como isto é possível ?
Uma próstata grande pode ter um PSA elevado ?
O exame prostático (toque retal) é doloroso ou embaraçante ?
Transplante Renal 
O que é Transplante Renal?
Quem pode ser doador?
Qual a importância do tipo de sangue para o transplante?
Qual o melhor doador?
Se eu não tiver ninguém na família em condições de doar um rim, o que posso fazer?
Todos pacientes com insuficiência renal crônica são candidatos a transplante renal?
Quais são as vantagens de um transplante de rim?
Quais são as desvantagens de um transplante renal?
Há algum limite de idade para o paciente que desejar se submeter um transplante?
Por que é necessário tomar medicamentos especiais quando for transplantado?
Quais são os medicamentos inunossupressores?
Terei que tomar os medicamentos imunossupressores para sempre?
O que acontece se nenhum dos membros da família for compatível?
O que é provada cruzada ou "cross-match"?
O que significa rejeição?
Como saberei que estou rejeitando meu rim ?
Ficarei com restição de líquidos após meu tratamento ?
Terei restições de alimento após meu transplante ?
Como saberei se posso doar um rim ?
Quais são os riscos da doação ?
Levarei vida normal com um rim apenas ?
E se o rim que fica perder a função ?

      Andrologia

Quando estou excitado, meus testículos saem da bolsa (sobem). Isto é normal ?
     Sim. A retração da bolsa e elevação dos testículos é uma maneira de protegê-los de algum trauma durante as penetrações e assim também prepará-los para a ejaculação. Existe uma musculatura que envolve os testículos e bolsa, que reagem a este tipo de situação (excitação) e a outras, como por exemplo frio, água fria, medo e vergonha. 

 

      Voltar ao Topo

 

     Depois de um período longo de excitação com minha namorada, se eu não ejacular, tenho dor nos testículos, às vezes muito intensas. Isto é normal ?
     Sim. Quando ocorre longo período de excitação, acontece uma espécie de "câimbra" na musculatura que envolve os testículos e bolsa escrotal, que não tem "força" para sustentá-los por muito tempo, podendo realmente causar dor, às vezes intensa, resolvendo-se espontaneamente na maior parte das vezes. Dor nos testículos fora deste tipo de situação deve ser avaliada, em consulta, com um urologista. 

 

     Voltar ao Topo

 

     Tenho um testículo mais baixo que o outro. Será que tenho alguma doença ?
     Não. Habitualmente, na grande maioria dos homens, um dos testículos, geralmente o esquerdo, é realmente alguns centímetros mais baixo que o outro. Isto é absolutamente normal.

 

     Voltar ao Topo

 

     Tenho apenas um testículo normal, o outro não desceu para a bolsa. Que cuidados devo ter ? Posso ser estéril ? 
     Um testículo normal pode perfeitamente suprir a falta ou atrofia do outro, tanto do ponto de vista hormonal quanto germinativo (reprodutivo). Quando o outro testículo está escondido (criptorquidia ou ectopia testicular) este sim preocupa o urologista, pois o risco deste sofrer uma degeneração maligna (transformar-se em câncer de testículo) é grande (30% dos casos). Assim um testículo rudimentar, que pode ter apenas alguma função endócrina (hormonal), deve ser retirado, mas se este testículo for anatomicamente normal deve ser colocado na bolsa escrotal, com isto a palpação para controle deste testículo é mais facilmente realizada e se alguma anormalidade ocorrer com o passar do tempo, esta é mais precocemente identificada e tratada. 

 

     Voltar ao Topo

 

     Qual o tamanho normal dos testículos ? 
     Depende da idade, indo de 2,6 por 3,3 cm na pré-adolescência até 3,7 por 4,2 no homem adulto, sendo possível variações para mais.

 

     Voltar ao Topo

 

     O que é andropausa ? 
     É um termo que significa baixa produção de hormônio masculino decorrente da idade. Ocorre em alguns homens, sendo sua incidência proporcional com o aumento da idade. Pode originar uma série de sintomas, que variam desde piora na função sexual, até depressão, cansaço e perda da memória. É uma síndrome clínica relativamente nova, e cada vez mais comentada, que deve ser avaliada individualmente.

 

     Voltar ao Topo

 

     Que médicos tratam a disfunção erétil ?
     Os médicos mais qualificados para tratar da disfunção erétil são aqueles que regularmente diagnosticam e tratam desta condição e que atualizam-se com as últimas pesquisas e tratamentos. Como um grupo, os urologistas são os maiores conhecedores de disfunção erétil. 

 

     Voltar ao Topo

 

     Pode alguém ser velho demais para o tratamento ?
     Não, tudo resume-se a comportamento pessoal e estilo de vida. Hoje, conhece-se o resultado de várias pesquisas com indivíduos idosos, que identificam a questão sexual como um dos ítens mais importantes na qualidade de vida deste grupo de indivíduos. Portanto, a atividade sexual encontra-se cada vez mais ligada com manutenção da saúde global, particularmente em indivíduos idosos.

 

     Voltar ao Topo

 

     O casal deve procurar por um tratamento juntos ?
     Os benefícios do tratamento são muito melhores quando o casal trabalha em conjunto. Este interesse pode começar com uma visita ao médico.
A primeira visita ao médico geralmente envolve um exame completo. Este exame, provavelmente, incluirá um histórico médico e sexual detalhados, seguida de exames físicos e testes de laboratório.
Existem outras pesquisas sobre disfunção erétil que podem ser úteis e selecionadas, incluindo exames sobre a ereção noturna e ultra-som. Isto não é feito em todos os pacientes, mas pode ser apropriado em casos seletos. Os resultados dos exames ajudarão o médico a determinar as causas e extensão da disfunção erétil, sugerindo, desta maneira possíveis tratamentos. Qualquer que seja a opção escolhida, o apoio da(o) parceira(o) é imprescindível.

 

     Voltar ao Topo

 

     Como os homens são afetados pela disfunção erétil ?
     A habilidade para o desempenho sexual ajuda a definir o papel do homem no mundo, moldando desta forma sua identidade. Assim sendo, não é de se admirar que a perda da ereção possa causar um impacto na vida do homem. Muitos homens com disfunção erétil sofrem emocionalmente, e isto geralmente é feito em silêncio. Eles podem dizer para si mesmos: "Se eu não posso ter uma vida normal com minha(meu) parceira(o), então sou um fracasso como homem e como amante." Ou eles podem preocupar-se, "Ela irá me deixar se eu não a satisfazer?" Tais preocupações podem contribuir para o sentimento de ansiedade, depressão, tristeza, raiva, vergonha, frustração e embaraço.

 

     Voltar ao Topo

 

     Quais os tratamentos disponíveis para a disfunção erétil?
     Nos dias de hoje, há inúmeras formas de tratamento. A principal forma de tratamento hoje em dia, é a correta prevenção (hábitos alimentares saudáveis, correto tratamento de doenças concomitantes, como diabetes e etc...) e com remédios por via oral (comprimidos). Durante a consulta, pode-se explicar qual o melhor deles a ser seguido. 

 

     Voltar ao Topo

 

     Existe algum gel (geléia) para prolongar (retardar) a Ejaculação Precoce (EP) ?
     Existem alguns produtos para tentar prolongar o ato sexual, isto é, tentar retardar a ejaculação, sem resultados muito promissores, uma vez que a anestesia ocasionada pelo gel (geléia) pode resultar em perda da ereção pela falta de sensibilidade no pênis. Da mesma forma, o resíduo da medicação pode diminuir a sensibilidade da vagina, que é uma mucosa e se "anestesia" mais fácil que o pênis com agentes tópicos (para uso sobre a pele). 

 

     Voltar ao Topo

 

     Quais são as causas mais comuns da EP ?
     A mais comum no consultório é a ansiedade, quer por despreparo do indivíduo ("primeira vez"), quer por excesso de desejo (muita excitação) ou por "culpa" no caso de uma relação extraconjugal. O comum a todas estas situações é a perda de controle sobre a ejaculação, que geralmente ocorre após poucas penetrações, muitas vezes frustrando as expectativas do indivíduo e sua(seu) parceira(o). 

 

     Voltar ao Topo

 

     Operei a próstata e não ejaculo mais, mas tenho ainda prazer. Isto é normal ?
     Sim. A não emissão do esperma na ejaculação não deve alterar o prazer, visto que não é a "passagem" dele pelo canal que ocasiona o prazer. O homem que sofreu alguma cirurgia de próstata, bexiga ou uretra pode ficar sem a ejaculação, pela alteração da anatomia e dos mecanismos pelos quais ocorre a emissão do esperma. 

 

    Voltar ao Topo

 

     A EP tem tratamento ?
     Sim, desde que diagnosticada corretamente. O tratamento pode ser desde uma simples orientação ou tratamento medicamentoso.

 

     Voltar ao Topo

 

     Qual é o tamanho normal de um pênis no homem adulto ?
     Em média, no estado de flacidez (não ereto) em torno de 4 a 6cm, quando em ereção em torno de 12 a 15cm e com 12 cm de circunferência, no homem caucasiano (branco). Existem variações para mais e para menos. 

 

     Voltar ao Topo

 

     Existe cirurgia para aumento (alongamento e/ou engrossamento) do pênis ?
     Não. Uma vez que os corpos cavernosos (que se enchem de sangue para a ereção - ver Anatomia) estão definitivamente formados, no final da adolescência ou início da juventude, não há possibilidade cirúrgica ou não de alongamento peniano. Existem técnicas que se destinam a corrigir defeitos congênitos (de nascença), onde encontramos alterações anatômicas graves, como hipospádia, epispádia, hermafroditisimo, genitália ambigüa, etc., onde tentamos "reconstruir" a natureza, isto é recriar um "pênis". 

 

     Voltar ao Topo

 

     A presença de fimose na criança (menino) pode influenciar no tamanho do pênis ?
     Não. Apesar de aparentemente "diminuir" o tamanho do membro quando presente, a fimose não interfere no estímulo hormonal que desenvolve o membro, pois também o prepúcio (pele que recobre a glande), cresce pelo mesmo estímulo.

 

     Voltar ao Topo

 

     O pênis pode "quebrar" quando ereto ?
     Sim. Chama-se fratura de corpos cavernosos, que é o tecido que se enche de sangue para a ereção. Acontece com freqüência nas relações sodômicas (anal) ou quando a mulher está "por cima" e há um trauma durante a relação, isto é, o pênis ereto é menos maleável e portanto sujeito a forças laterais, que podem romper a túnica albugínea (tecido fibroso que envolve os corpos cavernosos) causando hematomas (coleção de sangue na profundidade), equimoses (pele arroxeada pelo hematoma), dor e edema (inchaço). O homem, quando acontece a fratura, escuta habitualmente um "clec" seco como o destroncar de um dedo e só após o aparecimento da equimose (que pode escurecer todo o pênis e ainda a região acima deste) se dá conta do ocorrido. Geralmente o tratamento é cirúrgico, para reparar o defeito e diminuir a chance de tortuosidade no futuro.

 

     Voltar ao Topo

 

     Meu pênis está entortando para o lado. O que pode ser ? 
     A principal causa de encurvamento peniano, é a Doença Peyronie. É a formação de uma placa fibrosa na túnica albugínea de um ou ambos corpos cavernosos, que perde sua elasticidade no local da placa, e na ereção encurva-se (entorta) no sentido oposto desta. Muitas vezes a ereção nestas condições, é acompanhada de dor quando se força a curvatura para a penetração vaginal. Para este diagnóstico devemos ter dor, formação da placa e encurvamento na ereção. 

 

     Voltar ao Topo

 

     Ao ejacular, sinto dor. O que pode ser ?
     A ejaculação dolorosa é um sintoma de inflamação ou infecção na próstata, vesícula seminal ou uretra. Na prostatite aguda é comum que a dor (no canal, testículos, períneo, virilha ou região da bexiga) apareça logo após a ejaculação e persista por dias. Pode ser conseqüência de doença sexualmente transmissível (ver DST), que devem ser investigadas. 

 

     Voltar ao Topo


Cálculos Urinários 

O que é pedra no rim ?
Ocorre quando certos produtos químicos da urina precipitam e juntam-se formando cristais e a partir daí formando uma massa dura nos rins. A maioria das pedras começam a se formar no rim e algumas podem se deslocar para outras partes da extensão urinária, incluindo o ureter ou a bexiga. Elas variam de tamanho, sendo que as pedras maiores podem bloquear o fluxo da urina ou causar irritação na parede interior da extensão urinária.

 

     Voltar ao Topo

     Com que freqüência ocorrem pedras nos rins ?
     Doença da pedra nos rins, denominada medicamente de "Nefrolitíase" é um distúrbio comum, com 2-3% de incidência. É uma doença encontrada com mais freqüência em homens de meia idade. Para pacientes que já tiveram sua primeira pedra no rim, a probabilidade de retorno de novas pedras é de aproximadamente 70% nos próximos 10 anos. A medida que os pacientes que já tiveram pedra no rim envelhecem, a taxa de formação de novas pedras parece declinar e a não ocorrência geralmente acontece na faixa etária dos 50 anos. 

 

     Voltar ao Topo

     Quais são os tipos de pedra que podem se formar ?
     Existem cinco tipos principais de pedra de rim, pedra de oxalato e cálcio (78%), pedras relacionadas a infecções (15%), pedra de ácido úrico (5%), pedra de cistina (1%), e outras pedras mais raras (1%) como a xanteno. Cada tipo de pedra tem suas particularidades e suas formas de prevenção. Ainda que algumas pedras possam ser eliminadas naturalmente, muitas delas requerem cirurgia ou precisam ser quebradas em pedaços menores por um triturador de pedra, método este que é chamado de litotripsia.

 

     Voltar ao Topo

     Posso ser considerado pessoa de risco ? 
     Fatores de risco e o quadro clínico do paciente variam dependendo do tipo de pedra existente. Há, contudo, algumas características similares encontrada em "formadores de pedras", as quais inclui:
· Histórico de família; 
· Homens entre 30-50 anos; 
· Reduzido consumo de água; 
· Habitante de clima quente. 

 

     Voltar ao Topo

     Quais são os sintomas ? 
     Embora a pedra de rim possa causar diferentes sintomas, dependendo da localização, tamanho e formato, a forte dor que ocorre repentinamente associada a movimentação da mesma pedra é um dos sintomas que a maioria dos pacientes não esquecerá tão cedo. Outros sintomas podem incluir:
· Vontade freqüente de urinar; 
· Dor na hora de urinar; 
· Infecção; 
· Urina com sangue; 
· Febre ou náusea; 
· Dor entre as costelas e a região dos quadris. 

 

     Voltar ao Topo

     Como a doença de pedra no rim pode ser detectada ? 
     Durante a consulta, o médico irá requisitar uma série de exames para o diagnóstico. O resultado destes exames será usado para determinar a presença, o tamanho e a localização das pedras, para tratamento imediato. Após o tratamento da crise aguda, será pesquisada a causa fundamental da formação da pedra. Estas informações irão auxiliar o médico a descobrir qual o tipo de pedra que se formou e quais os tipos de pedra que você pode vir a desenvolver no futuro. Ultimamente, o resultado do diagnóstico pode ser usado para ajudar a estabelecer um programa de tratamento individualizado e um guia de prevenção.

 

     Voltar ao Topo

     Eu tenho uma chance de tratamento ? 
     Sim, mas isto irá depender do tipo de pedra que se formou. Como a causa da doença é variável, torna-se difícil preparar um guia específico relativo ao tratamento de pedra no rim. Cada paciente deve ser tratado com base individual nas suas características, dependendo da gravidade e do rumo da doença. A cooperação do paciente é essencial, especialmente quando o tratamento prolonga-se e apresenta efeitos colaterais. Recomendações gerais podem incluir a ingestão de grande quantidade de líquidos para reduzir a concentração de substâncias que formam as pedras de rim; redução na dieta de sódio e proteína para ajudar a reduzir a freqüência da formação de novas pedras. 

 

     Voltar ao Topo

 

Cistites

     Porque a cistite é mais comum em mulher?
Por causa das características anatômicas do aparelho genitourinário feminino, com uma uretra mais curta (por onde os germes podem penetrar facilmente), que desemboca em local abafado e potencialmente contaminado (vulva e vagina), perto do ânus, completamente diferente da anatomia do homem. 

 

     Voltar ao Topo

     Quais são os principais sintomas da cistite ?
     Ardência ao urinar, desejo súbito de urinar, desejo de urinar freqüente (mesmo à noite), sensação de bexiga cheia após urinar, sangue na urina, dor abdominal baixa, urina escura e com cheiro ruim. Além destes, pode estar presente a febre e perda involuntária da urina. 

 

     Voltar ao Topo

     O estrogênio pode auxiliar na prevenção de cistite simples ?
     Mulheres na menopausa apresentam uma quantidade menor de estrogênio. Como resultado, estas mulheres tem menor quantidade de sangue para fornecer à parede interior da uretra (diferente do que ocorre com mulheres que ainda menstruam). O estrogênio tem a função de aumentar a quantidade de sangue nesta área, ajudando a fortalecer a uretra com defesas naturais contra bactérias.

 

     Voltar ao Topo

     Por que continuo tendo cistite simples ? 
     Pesquisas estão sendo desenvolvidas para verificar o motivo de algumas mulheres terem propensão a desenvolver periodicamente os sintomas de cistite simples. Atualmente, de qualquer maneira, as razões para que isto aconteça continuam desconhecidas. De qualquer forma é sempre necessária investigação para afastar uma causa secundária das cistites. 

 

     Voltar ao Topo

     Devo tomar remédio (antibiótico) antes de procurar meu médico ?
     Não, pois a coleta de exame do exame de urina parcial mais cultura e antibiograma é essencial para um diagnóstico e tratamento adequados. 

 

     Voltar ao Topo

     Toda cistite é infecciosa ?
     Não. Existem cistites inflamatórias que agridem ainda mais a mulher sem nenhum germe envolvido, como a cistite intersticial. 

 

     Voltar ao Topo

     Como posso tentar prevenir a cistite ?
· Bebendo pelo menos dois litros de líquidos ao dia; 
· Urinando após as relações sexuais (observando em qual posição a cistite é mais comum); 
· Evitando segurar a urina por mais de 5-6 horas; 
· Evitando usar sempre roupas abafadas que facilitam o crescimento bacteriano; 
· Fazendo a higiene após urinar ou defecar, da frente para atrás; 
· Evitando o uso de diafragma, espermicidas ou lubrificantes vaginais e uso de absorventes fora da menstruação; 
· Dormindo sem roupa íntima; 
· Esvaziando a bexiga completamente. Urine sem pressa. 

 

     Voltar ao Topo

     O que é cistite de repetição ?
    
É a cistite que ocorre mais que 3-4 vezes ao ano. 

 

     Voltar ao Topo

     A cistite pode ser sintoma de outra doença ?
     Sim. Em ambos os sexos por exemplo, cistite inflamatória, cálculo urinário, tumor de bexiga, uretrites e no homem prostatite ou prostatismo. 

 

     Voltar ao Topo

 

Continência ou Incontinência Urinária 

     A bexiga é um reservatório ?
     Sim. Lembre que ela armazena urina por 23 horas e 55 minutos e que apenas gastamos cinco minutos (no total) do dia, urinando.

 

     Voltar ao Topo

     Quem trata da incontinência urinária ?
     O urologista trata deste problema em ambos os sexos e, frequentemente utiliza algumas técnicas diferentes do ginecologista nas mulheres. 

 

     Voltar ao Topo

     Existe tratamento clínico para incontinência urinária (IU) ?
     Sim e muitas vezes resolve ou ameniza o problema sem necessidade de cirurgia. Assim, em alguns casos é válido tentar o tratamento oral antes de operar, como um teste terapêutico.

 

     Voltar ao Topo

     Existe fisioterapia para IU ?
     Sim, existem exercícios que visam fortalecer a musculatura pélvica e assim devolver a continência (a ambos os sexos) ou atenuar a incontinência. São exercícios que devolvem o tônus à musculatura pélvica, cuja hipotonia (fraqueza) é uma das causas da IU.

 

     Voltar ao Topo

 

Doenças Sexualmente Transmissíveis(DST) 

     É possível detectar uma DST ? 
     Sim. Se você notar qualquer mudança no pênis ou vulva (vagina e os lábios), como bolinhas, feridinha, inchaço, cheiro ruim, secreção ou substância mal-cheirosa, catarro, ardência ou coceira ao urinar e ainda qualquer coisa que você ache estranha, procure seu urologista e ainda, muito importante, avise sua(seu) parceira(o), para que este tome as providências iguais a você. 

 

     Voltar ao Topo

     O que causa as DST ? 
     Bactérias e vírus são os mais comuns. Os fungos, principalmente a cândida, não são considerados DST, pois existem no organismo masculino e feminino, embora quando sua população aumenta muito, agridem nossa pele, principalmente no pênis, vagina e lábios, que são quentes e úmidos. Os locais mais comuns são o pênis, a vulva (vagina e lábios), boca e ânus. Não podemos nos esquecer ainda das infestações por piolho, chatos e sarna, que também se pode adquirir pelo contato sexual. 

 

     Voltar ao Topo

     Que cuidados posso ter para evitar as DST ? 
     Evite ter muitos parceiros(as) e use sempre preservativo. Lembre que as(os) meninas(os) mais bonitas(os) são as(os) mais requisitadas(os) e devem ser encarados como um risco igual aos outros. 

 

     Voltar ao Topo

     As DST tem cura ? 
     A grande maioria tem cura. Apenas AIDS ainda é incurável e mata milhões de pessoas por dia ao redor do mundo. 

 

     Voltar ao Topo

     Quais são as DST mais comuns ? 
     Gonorréia ou blenorragia, sífilis, herpes genital, cancro mole, verrugas ou condiloma ou crista de galo, molusco contagioso, AIDS, etc. ..

 

     Voltar ao Topo

     Qual a importância do diagnóstico do HPV ?
     No homem com higiene adequada, o HPV não passa de uma ou várias verrugas. Na mulher, o HPV ao chegar ao colo do útero pode induzir (estimular a transformação) as células deste ao câncer de colo do útero, bastante agressivo e de desenvolvimento silencioso. Não é uma transformação instantânea. Passa por vários estágios de desenvolvimento (NIC) até a transformação maligna, dando oportunidade ao ginecologista de diagnosticá-lo (colposcopia) e tratá-lo ainda na fase inicial.

 

     Voltar ao Topo

     Como se trata o HPV ?
     Pode-se tratá-lo, cauterização (à quente, frio ou química), dependendo da lesão e da experiência do urologista, ou através de cremes estimulantes do sistema imunológico.

 

     Voltar ao Topo

     Quais regiões do corpo humano o condiloma (HPV) pode infectar ?
     Qualquer área que entre em contato seguido com o vírus, principalmente os órgãos genitais (pênis, prepúcio, glande, vagina, grande e pequenos lábios), mucosa interna e externa do ânus, região interna das coxas, bolsa escrotal e região perianal. 

 

     Voltar ao Topo

     Já me tratei várias vezes de condiloma, mas as lesões insistem em aparecer. Porque ?
     Muitas vezes existem lesões em diferentes estágios de desenvolvimento, ainda não detectáveis pela penoscopia, mesmo com vista armada (lentes). Assim, estas lesões tendem a crescer mais rapidamente após a eliminação das mais antigas. 

 

     Voltar ao Topo

     Eu tenho condiloma, minha parceira não tem queixas. Ela deve procurar o médico dela ?
     Sim. Em doenças sexualmente transmissíveis, devemos procurar sempre tratar o casal, independente da(o) companheira(o) não se queixar de nada. 

 

     Voltar ao Topo

Próstata 

     O que é PSA ?
     PSA, do inglês prostate-specific antigen ou antígeno prostático específico, é um teste laboratorial de sangue que ajuda a diagnosticar ou acompanhar o câncer de próstata. Outras doenças, como infecções (prostatite, ITU) ou obstrução urinária (prostatismo, estenose de uretra) ou ainda hábitos (relação anal), podem alterar também o PSA, que aqui se mostra específico para próstata, mas não-específico para câncer de próstata. 

 

     Voltar ao Topo

     Apenas o exame do PSA é suficiente como preventivo do câncer de próstata ?
     Não. Em torno de 30% dos homens com tumor maligno de próstata, em seu estado inicial, podem ter o PSA normal, sem sintomatologia alguma, visto que o câncer é uma doença de início insidioso (pouco ou nenhum sintoma). Apesar disto, nestes 30%, geralmente o nódulo (câncer inicial) já é palpável ao toque retal (TR, exame retal). Se houver nódulo, uma biópsia para confirmação diagnóstica se faz necessária. 

 

     Voltar ao Topo

     Meu pai está com PSA elevado e a biópsia foi negativa. Não tinha nódulo. Como isto é possível ?
     O PSA não é específico de câncer prostático e sim de próstata, isto é, qualquer situação que altere sua fisiologia pode também alterar o PSA, como prostatites agudas, crônicas, ITU, retenção urinária, instrumentação uretral (dilatações ou cistoscopias, uso de sonda uretral), toque retal recente, fecaloma, etc. Não é também obrigatório existir um nódulo palpável em todo câncer prostático. Assim, sem nódulo, a biópsia será aleatória e não dirigida ao nódulo. Eventualmente poderá ser repetida em alguns meses, a critério do urologista. 

 

     Voltar ao Topo

     Uma próstata grande pode ter um PSA elevado ?
    
Sim. Na maioria das vezes o PSA é diretamente proporcional ao volume da próstata. 

 

     Voltar ao Topo

     O exame prostático (toque retal) é doloroso ou embaraçante ?
     Embora o toque retal seja um exame desagradável, ele é simples, rápido e indolor. O pouco desconforto emocional sofrido no exame (vergonha), não se compara aos benefícios deste simples e eficiente método diagnóstico. 

 

     Voltar ao Topo

Transplante Renal 

 

O que é Transplante Renal?
O transplante renal é o procedimento médico-cirúrgico no qual um rim, que anteriormente era de outra pessoa (doador), é colocado em um indivíduo cujos rins não funcionam mais (receptor). Este rim passa a desempenhar todas as funções que os rins originais não são mais capazes de fazer. 

     Voltar ao Topo


Quem pode ser doador?
Pode haver três tipos de doadores.
Um deles é o doador vivo relacionado, ou seja, um parente (avós, pai, mãe, irmãos, irmãs, filhos, tios, sobrinhos, primos até segundo grau, inclusive cônjuges), maior de idade e capaz, que durante a sua vida doa, gratuitamente, um de seus rins ao paciente.
Outro tipo é o doador vivo não relacionado, que é o indivíduo que não tem nenhum dos graus de parentescos definidos acima e que, sendo maior e capaz perante a lei, decide espontaneamente, sem coação e sem remuneração financeira, doar um de seus rins a outra pessoa. Este tipo de doação só é autorizada mediante autorização judicial.
Nestes dois casos acima o doador tem que ser pessoa saudável, sem doenças, comprovada através de avaliação médica e laboratorial.
Outro tipo de doador é o doador cadáver. Neste caso o doador é uma pessoa que está em morte encefálica e cuja família autorizou a equipe médica a realizar a retirada de órgãos para transplante. 

 

     Voltar ao Topo


Qual a importância do tipo de sangue para o transplante?
Só pode haver transplante se houver compatibilidade do tipo de sangue entre o doador e o receptor, ou seja:
· se o paciente tem tipo sanguíneo O, só pode receber rim de pessoas com o sangue tipo O; 
· se o paciente tem sangue tipo A, pode receber rim de pessoas com o tipo A ou O; 
· se o paciente tem sangue tipo B, pode receber rim de pessoas com o tipo B ou O; 
· se o paciente tem sangue tipo AB, pode receber rim de pessoas com o tipo AB, A, B ou O; 

 

     Voltar ao Topo


Qual o melhor doador?
O melhor doador é aquele que, além da compatibilidade do tipo de sangue, tem os antígenos de histocompatibilidade mais semelhantes ao receptor. Esses antígenos são determinados através de um exame de sangue que se chama tipagem HLA.
Assim, o melhor doador são irmãos gêmeos univitelinos. Porém é pouco freqüente encontrar pacientes com este tipo de doador.
Em segundo lugar, vem irmãos e/ou irmãs com antígenos de histocompatibilidade idênticos.
Depois vem irmãos que possuem 50% dos antígenos de histocompatibilidade iguais ao receptor, e os pais.
Em seguida vem o doador cadáver.

 

     Voltar ao Topo


Se eu não tiver ninguém na família em condições de doar um rim, o que posso fazer?
Não havendo possibilidade de transplante com doador vivo relacionado, você pode após fazer a avaliação pré-transplante entrar na lista de espera para transplante com doador cadáver. Caso isto aconteça, será colhido uma amostra de soro sua a cada dois meses, que será encaminhada ao laboratório de imunogenética.
Se aparecer um doador cadáver com a mesma tipagem sanguínea que a sua, seu soro servirá para a realização da prova cruzada, com células do doador cadáver, para verificar se o seu organismo "aceitaria" o novo rim.

 

     Voltar ao Topo


Todos pacientes com insuficiência renal crônica são candidatos a transplante renal?
Não. Pacientes que tiveram câncer, pacientes com infecções, pacientes com doença grave do fígado, não podem fazer transplante. Porém cada caso é analisado individualmente. Converse com a equipe sobre o assunto.

 

     Voltar ao Topo


Quais são as vantagens de um transplante de rim?
O transplante de rim oferece aos pacientes em diálise a chance de uma maior independência e melhor qualidade de vida. A diálise oferece uma substituição incompleta da função renal, enquanto que o transplante oferece a possibilidade de uma função renal plena.
Você será capaz de retornar a uma dieta mais próxima do normal e a beber líquidos de forma mais liberal. Tornar-se-á um participante ativo nas atividades físicas e terá maior autonomia na vida diária. Por último, não será mais dependente da diálise para seu bem estar. Porém o acompanhamento médico será sempre constante.

 

     Voltar ao Topo


Quais são as desvantagens de um transplante renal?
O paciente que se submete ao transplante necessita de cuidados médicos contínuos e estará exposto a determinados riscos:
· Ato cirúrgico do transplante - apesar de ser uma cirurgia até certo ponto simples, ela envolve o risco inerente a qualquer ato cirúrgico; 
· Necessidade de uso de medicações imunossupressoras - Como prednisona, azatioprina, ciclosporina e anticorpos monoclonais, que possuem determinados efeitos colaterais e podem trazer complicações; 
· O rim transplantado pode não funcionar e o paciente necessita retornar à diálise. 

 

     Voltar ao Topo


Há algum limite de idade para o paciente que desejar se submeter um transplante?
Geralmente não se transplanta pacientes com mais de 70 anos, mas pergunte ao médico sobre isso, caso sua idade for superior.

 

     Voltar ao Topo


Por que é necessário tomar medicamentos especiais quando for transplantado?
Seu organismo tem um sistema muito complexo (sistema imunológico) que reage contra órgãos estranhos introduzidos nele. É um sistema protetor contra infecções, mas infelizmente trabalha contra no caso de transplante. Como o rim transplantado é reconhecido como "estranho", pois ele veio de outra pessoa, seu organismo reagirá contra o rim e tentará destruí-lo, a menos que seja dada uma medicação para diminuir essa reação. Tais medicamentos são chamados de medicamentos imunossupressores.

 

     Voltar ao Topo


Quais são os medicamentos inunossupressores?
Geralmente o paciente que recebe um transplante renal toma três medicamentos imunossupressores: prednisona, azatioprina e ciclosporina. A dose e a combinação destes três remédios varia de acordo com o peso do paciente e sua condição clínica.

Medicamentos

Frequencia de Dosagem

Efeitos Colaterais
Prednisona ou Merticorten® (tipo de corticóide  Tomada pela manhã Aumento de apetite, aumento da quantidade de gordura no rosto e nas costas, aparecimento de acne, retenção de líquidos, hipertensão arterial e podendo desencadear diabetes mellitus
Azatioprina ou Sandinum® Geralmente inserida à noite Problemas no fígado (icterícia ou amarelão) e diminuição dos leucócitos (células brancas do sangue)
Azatioprina ou Cellcept® (novo) Duas vezes ao dia Diarréia em alguns pacientes
Ciclosporina ou Sandinum® Duas vezes ao dia, a cada 12 horas Hipertensão arterial, retenção de líquidos, elevação da creatina do sangue, tremores, aumento da gengiva, aumento no crescimento de pêlos e cabelos


Todos estes medicamentos deixam o organismo mais suscetível a infecções e tumores, por isso você fica internado no momento do transplante em regime de isolamento, para não pegar infecções de outros pacientes, e terá sua temperatura medida várias vezes ao dia.

 

     Voltar ao Topo


Terei que tomar os medicamentos imunossupressores para sempre?
Sim, nas primeiras semanas em dose mais alta, depois, ao longo do tempo, a dose de cada um dos medicamentos vai diminuir, porém você sempre vai precisar tomá-los, do contrário o seu rim transplantado será rejeitado pelo seu organismo, necessitando de retorno à diálise.

 

 

     Voltar ao Topo


O que acontece se nenhum dos membros da família for compatível?
Se você não tem doador entre os membros da sua família, será colocado na lista de espera de rim de doador cadáver.

 

     Voltar ao Topo
O que é provada cruzada ou "cross-match"?
É o exame em que se mistura o sangue do receptor e do doador para ver se há possibilidade de rejeição nas primeiras horas pós-transplante. Se for positivo, o transplante não será realizado, pois a chance de rejeição é de quase 100%.

 

     Voltar ao Topo


O que significa rejeição?
Rejeição é o termo usado para descrever a reação do corpo ao novo rim. Algum grau de rejeição é esperado, a maioria dos pacientes a terá durante a primeira ou segunda semana após o transplante. Existem várias maneiras de tratar a rejeição e na maioria das vezes será curada.

 

    Voltar ao Topo


Como saberei que estou rejeitando meu rim ?
Você deve estar alerta para a possibilidade de rejeição e prontamente comunicar à equipe de transplante se observar qualquer sinal ou sintoma, listados abaixo:
· Dor ou inchaço sob seu rim transplantado; 
· Febre acima de 37 graus; 
· Diminuição da urina; 
· Rápido e grande ganho de peso; 
· Inchaço de pálpebras, mãos e pés; 
· Dor ao urinar; 
· Urina fétida ou sanguinolenta; 
· Aumento na pressão sanguínea com uma mínima maior que 10; 
· Tosse ou falta de ar; 
· Perda da sensação de bem estar. 
O nefrologista então avaliará se existe ou não processo de rejeição acontecendo, pois estes sinais e sintomas também podem ter outras causas além da rejeição.
Obs.: Qualquer outra alteração também deverá ser comunicada ao médico.

 

     Voltar ao Topo


Ficarei com restição de líquidos após meu tratamento ?
A maioria dos pacientes é capaz de beber tanto líquido quanto quiser após o transplante. No entanto, se sua pressão sanguínea está elevada e você retiver líquido (edema), necessitando de diurético, poderá ser orientado a restringir líquidos. Se uma restrição for orientada, você saberá exatamente qual será a limitação.

 

     Voltar ao Topo


Terei restições de alimento após meu transplante ?
Desde que cada indivíduo é único, os requerimentos nutricionais variarão. No entanto há restrições dietéticas, sendo freqüentemente temporárias. Muitas delas estão relacionadas à quantidade de Prednisona que você está recebendo. Se ocorre retenção de sódio e líquido, o conteúdo de sua dieta será restringido. A ingestão de potássio na dieta será controlada se os níveis estiverem elevados (consulte um nutricionista).

 

     Voltar ao Topo


Como saberei se posso doar um rim ?
Você fará uma consulta médica e depois, em etapas, grande série de exames de sangue, urina, radiológico e eletrocardiograma para comprovar que seus rins e demais órgãos estão perfeitos. Caso um ou mais exames deram alterados, será avisado e encaminhado para o tratamento adequado. Se não puder doar, também será comunicado.

 

     Voltar ao Topo


Quais são os riscos da doação ?
A cirurgia é feita coma anestesia geral e esse é risco da cirurgia. Para que seja o menor possível é feita toda uma avaliação clínica do doador. Especialmente a cirurgia do doador é feita com muito cuidado, já que o mesmo não está doente e apenas pratica um ato de amor.

 

     Voltar ao Topo


Levarei vida normal com um rim apenas ?
Algumas pessoas nascem com apenas um rim e nunca ficam sabendo disso, exceto se fizerem algum exame ocasional e descobrirem o fato. Um rim faz o trabalho de dois e a vida da pessoa será normal em qualquer profissão ou na família. 

 

     Voltar ao Topo


E se o rim que fica perder a função ?
Caso sofra de cálculo renal não poderá ser doador, pois existe a possibilidade de que tenha cálculo de novo. As outras doenças que ocasionam paralisia dos rins, atingem os dois rins, tanto faz ter um ou dois.

 

     Voltar ao Topo

 

Voltar
   
UROPASSOFUNDO 2010 © |Todos os direitos Reservados |        Powered By Partners Solutions & Technologys