Artigo:
       Home         |    Agenda 
 

     Serviços









Papiloma Vírus Humano - HPV


     O HPV, é um vírus responsável por uma lesão denominada condiloma. O vírus, cuja sigla em inglês significa Papiloma Vírus Humano (HPV), é transmitido quase que exclusivamente por via sexual. O período de incubação desse vírus varia geralmente de 2 semanas a 8 meses, podendo chegar a anos.
     A manifestação clássica da doença é caracterizada pela ocorrência de pequenas verrugas rugosas, semelhantes a uma couve-flor que se desenvolvem no interior das zonas genitais, anais ou garganta, as quais sem tratamento específico podem ficar enormes.
     Nos homens, a glande, prepúcio e a bolsa testicular são os locais mais comuns de surgimento dessas lesões. Nas mulheres essas lesões localizam-se preferencialmente na vulva, períneo, vagina e colo do útero, havendo quase sempre, concomitância de corrimento vaginal.
     Existem evidências fortes de que o aparecimento das verrugas no colo do útero causam o desenvolvimento de câncer nesta região. As crianças expostas ao vírus durante o parto, podem desenvolver lesões da garganta que têm de ser removidas. No homem a ocorrência desta lesão, tem uma fraca ligação com o câncer de pênis.

     Ao suspeitar que tenha contraído o condiloma é aconselhado abstinência de qualquer contato sexual ou íntimo até ser examinado por especialista. Não ponha em risco a saúde de outra pessoa, que inocentemente concorda em fazer sexo com você, seja honesto com a sua consciência e com o seu parceiro avise-o para que procure o tratamento adequado.
    O objetivo do tratamento é remoção das lesões condilomatosas visíveis e subclínicas, visto que não é possível a erradicação do HPV. As recidivas são freqüentes, mesmo com o tratamento adequado. A escolha do método de tratamento depende do número e da localização das lesões. 


A prevenção é mais importante do que qualquer tratamento, portanto:


Þ Evite o contato com as lesões do doente.
Þ Evite múltiplos parceiros.
Þ Desconfie de qualquer secreção ou corrimento incomuns dos seus genitais e do seu parceiro.
Þ Aborte o ato sexual caso perceba erupções no corpo do seu parceiro, além manchas, feridas ou cortes nos genitais. Lembre-se a abstenção de relações sexuais com pessoas infectadas é o único meio 100% seguro de evitar o contágio por transmissão sexual.
Þ Utilize preservativos, mas lembre-se que a camisinha ajuda a reduzir, mas não elimina totalmente o risco de contágio sexual.
Þ Tome banho ou pelo menos lave os genitais com água e sabão após cada ato sexual.
Þ Urine imediatamente após o ato sexual.

 

Voltar
   
UROPASSOFUNDO 2010 © |Todos os direitos Reservados |        Powered By Partners Solutions & Technologys