Artigo:
       Home         |    Agenda 
 

     Serviços









 Menopausa Masculina

Em 1889, apaixonado por uma jovem aluna, o professor da universidade de Harvard, nos Estados Unidos, Charles Édouard Brown-Séquard extraiu hormônios dos testículos de porcos-da-índia e injetou no seu próprio corpo. Com 72 anos seu interesse era recuperar o vigor físico e sexual da juventude e corresponder aos anseios da namorada. O experimento deu certo. Segundo Séquard o elixir melhorou seu desempenho físico e sexual e recuperou suas habilidades intelectuais de outrora.
Demorou mais de século para a medicina chegar a mesma conclusão de Sequard, considerado hoje o pai da andropausa, a versão masculina da menopausa.Nos últimos anos, uma série de estudos comprovou que os homens também sofrem com as oscilações hormonais e derrubou mitos de que o tratamento á base de testosterona sintética aumentaria os riscos de desenvolver câncer de próstata.
Um estudo publicado na New England Jornal of Medicine, em 2004, mostrou que o risco de desenvolver câncer de próstata durante a reposição de testosterona, com o objetivo específico de equilibrar os níveis fisiológicos do hormônio perdido com o passar dos anos, era de apenas 1%.
- Esse índice é igual entre os homens que não fazem tratamento hormonal afirma o professor da Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre e pós-graduado em Harvard Ernani Luís Rhoden, que participou da pesquisa.
Uma análise dos níveis de testosterona em homens com tumores de próstata, realizada por médicos do Complexo Hospitalar Santa Casa, também revelou que, ao contrário do que se acreditava, baixos níveis de hormônios pioram – o prognóstico da doença.
Apesar desses avanços, apenas uma minoria tem o hábito de dosar os níveis de testosterona. Segundo uma pesquisa, coordenada pela psiquiatra e professora da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) Carmita Abdo é patrocinada pelo laboratório Schering do Brasil, 81,1% dos mais de 5 mil homens entrevistados em 18 estados brasileiros não tinham dosado as taxas de testosterona nos último ano. No entanto, cerca de 19,9% disseram sofrer com os sintomas, tais como: irritabilidade, diminuição da libido, das ereções matinais, da força muscular, nervosismo, cansaço freqüente que caracterizam o distúrbio, também chamado de Distúrbio Androgênico Envelhecimento Masculino (DAEM).
- Os homens subestimam esses sintomas, acham que fazem parte do envelhecimento – avalia Carmita.
Diferentemente da menopausa, em que a redução dos níveis de estrogênio ocorre de forma abrupta, na andropausa a diminuição é lenta e gradual – cerca de 1% ao ano, a partir do 30 anos.
Seus sintomas podem ser agravados – e confundidos – com as conseqüências da obesidade, do sedentarismo, da hipertensão e do diabetes. Segundo o chefe do ambulatório de andrologia da Santa Casa, Claudio Telöken, antes de iniciar a reposição hormonal, os homens devem adotar uma dieta saudável e praticar exercícios regulares, hábitos que podem reverter o prognóstico e o tipo de tratamento.

O que é
É a deficiência dos níveis de testosterona no sangue abaixo de 300 ng/dl decorrente do envelhecimento.

Sintomas:
• Diminuição da concentração nas atividades gerais
• Diminuição da produção intelectual
• Alteração do humor, como irritabilidade
• Alteração do sono e da memória
• Perda da força física
• Depressão
• Dores musculares
• Diminuição da libido e dificuldade em manter a ereção
• A ingestão de drogas que promovem a ereção não tem efeitos
• Sonolência: cai no sono no cinema, vendo TV e etc.
• Diminuição da massa muscular, principalmente dos membros inferiores, superiores, tórax
• Osteoporose

Diagnóstico e tratamento
É feito com exame clínico e laboratorial, com dosagem dos níveis de testosterona. A reposição hormonal pode ser feita de cinco formas: injeções subcutâneas, adesivos, comprimidos, géis ou implantes, sempre sob supervisão médica. Entre as contra indicações do tratamento, estão: homens que querem ter filhos, quem sofre de apnéia do sono e quem têm dificuldades para urinar.



Dr Eduardo Scortegagna - Médico Urologista

 

 

Voltar
   
UROPASSOFUNDO 2010 © |Todos os direitos Reservados |        Powered By Partners Solutions & Technologys